• Instagram

ARTIGO – Plano Juventude Viva: novos horizontes para a juventude negra maranhense

Em 22/06/2020

Por  Tatiana Pereira – Secretária de Estado da Juventude e Kleilson Nunes

Em meio a pandemia mundial do Novo Coronavírus algumas mazelas sociais foram ficando evidente, fortalecendo cada vez a importância das políticas sociais e assistenciais. E também não podemos deixar de falar que em meio a tudo isso, temos um boom de manifestações ao redor do mundo, e que o Coronavírus não é a pauta. O Racismo, a violência e o genocídio da população negra, principalmente os jovens, fizeram o mundo se voltar para as mobilizações sociais com mais força nos Estados Unidos e na Europa, mas que no Brasil também trouxe junto a pauta do combate ao Fascismo.

A violência que acomete a nossa juventude negra é uma pauta preocupante na gestão do Governo Flávio Dino, temos nos empenhado em identificar as causas, debater e propor melhorias de políticas públicas afirmativas no estado, 76% dos jovens maranhenses são negros, e na sua maioria jovens mulheres.

No Mapa da Violência de 2011, feita pela Secretaria Nacional da Juventude, destaca 9 municípios maranhenses considerados os mais vulneráveis para a juventude negra, sendo Açailândia, Imperatriz, Bacabal, Codó, Caxias, São José de Ribamar, São Luís e Paço do Lumiar. Para pautar e efetivar políticas para melhorar esses dados e proporcionar mais qualidade de vida da juventude negra maranhense, o Governo do Maranhão, através de emenda federal, faz adesão ao Plano Juventude Viva, executado pela Secretaria de Estado da Juventude, o Diagnóstico Social sobre a realidade da juventude negra nos 9 municípios que aparecem no mapa da violência.

Realizou-se  processo de escuta da juventude nos territórios, dos poderes constituídos estado-município e da sociedade civil organizada e que através deste processo de participação social foram constituídos comitês municipais de prevenção à mortalidade da juventude negra. E com os comitês, cada cidade através das suas realidades locais com a participação da juventude, construíram propostas de políticas públicas efetivas.

O Plano de Prevenção à Violência contra a Juventude Negra – Plano Juventude Viva é o resultado de todo esse processo de escuta e participação social, pois acreditamos que políticas efetivas se faz com o povo.  Constituído de ações de políticas públicas nos eixos Assistência Social, Educação e Profissionalização, Saúde, Trabalho e Renda, Cultura e Esporte e Segurança Pública, o plano traz ações que visam diminuir as vulnerabilidades e realizar trabalhos de sensibilização no combate ao racismo institucional.

O Plano Juventude Viva é uma resposta do Maranhão para esse cenário mundial de luta contra a violência, contribuindo com ações efetivas para que a nossa juventude negra possa viver, ter mais acesso a direitos e que irá impactar positivamente na vida dos nossos jovens. Uma ação intersetorial entre a Secretaria de Estado da Juventude e a Secretaria de Estado da Igualdade Racial, que em conjunti coordenarão ações e o comitê de monitoramento do plano.

Traz uma ação fundamental em consolidar o papel do Estado na defesa da vida da juventude negra. Um plano decenal com políticas públicas e ações específicas, que serão trabalhadas de forma intersetorial com os órgãos do Estado, o poder público e a sociedade civil, visando a promoção da equidade em curto, médio e longo prazo, fortalecendo direitos e realizando sonhos da juventude negra do Maranhão.

 

Confira o plano na íntegra

botao-clique-aqui-

Rua do Egito, 207, Centro. São Luís - MA CEP: 65010-190

Desenvolvimento © SEATI | www.seati.ma.gov.br