• Instagram

Governo articula implantação do Plano Juventude Viva na região Tocantina

Em 14/06/2019

Com o objetivo de articular a criação dos comitês municipais de enfrentamento à mortalidade da juventude negra na Região Tocantina, a Secretaria de Estado da Juventude (Seejuv), no âmbito do Plano Juventude Viva, esteve reunida com a gestão dos municípios de Imperatriz e Açailândia nesta quinta-feira (13).

Os comitês serão compostos por membros da gestão estadual, municipal e da sociedade civil, que terão como atribuições fazer articulação e levantamento de ações para cada município para composição do Plano Municipal Juventude Viva, com o foco na ampliação das políticas públicas, na redução da mortalidade da juventude negra e no combate ao racismo institucional.

O secretário André Vitral potencializa que a parceria entre estado e município é de extrema importância para a efetivação das políticas públicas, principalmente para a juventude negra. “Os comitês são de grande valia, para que estado, município e sociedade civil possam pautar o que são de prioridades para os territórios em que a juventude negra é mais vulnerabilizada”, disse.

Auremita Rodrigues, coordenadora de juventude de Imperatriz, enfatiza que é de essencial importância a criação do comitê e que o enfrentamento à mortalidade deve ser um trabalho de cada órgão, secretaria e departamentos do município. “Será um espaço em que a juventude poderá se encontrar para pautar suas prioridades; a nossa juventude está sendo marcada em um cenário negativo e não queremos isso, precisamos potencializar que os nossos jovens possam ser protagonistas de sua história, de mudar, de transformar”, completou a coordenadora.

“Eu vejo com bons olhos a importância deste comitê gestor, temos um índice muito grande no nosso município de suicídio, mutilação, de depressão, e isso é uma pauta muito preocupante, a partir do momento em que o comitê vem trazer projetos, programas para sanar essas vulnerabilidades, é de extrema importância para o município e não vamos medir esforços para sanar esses problemas”, afirmou a secretária de Assistência Social de Açailândia, Josélia Santos.

Projeto Juventude Viva

O projeto, realizado em parceria com a Secretaria Nacional de Juventude a partir do Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra, visa criar condições para superação dos impactos psicossociais gerados em suas famílias e combatendo o racismo institucional, a padronização da violência e a estigmatização do jovem negro. Os Planos municipais do Juventude Viva serão subsídios para a criação do Plano Estadual de Enfrentamento à Mortalidade da Juventude Negra.

No Maranhão, são 9 municípios que aparecem no Mapa da Violência, como as cidades mais vulneráveis para a juventude negra. Além de Açailândia e Imperatriz, aparecem São Luís, São José de Ribamar, Caxias, Timon, Bacabal, Paço do Lumiar e Codó.

Click to open larger map

Desenvolvimento © SEATI | www.seati.ma.gov.br